Category Archives: Guia itexto

Novo guia da Itexto: SDKMan

Infelizmente o Jenv (http://jenv.io) ficou fora do ar por um bom tempo (pelo menos os últimos cinco dias). Então, junto com Daniel Altarmiro, escrevemos um novo guia, desta vez sobre o SDKMan, tendo como base o nosso antigo guia do Jenv.

Entrei em contato com a equipe responsável pelo desenvolvimento e manutenção do projeto pelo Gist, e por lá pude ver que a situação já dura um bom tempo infelizmente.

Vocês podem baixar o guia clicando aqui.

Novo guia da itexto: usando Jenv!

Se existe uma ferramenta que me ajuda HORRORES no dia a dia é o Jenv: trata-se de um gerenciador de ferramentas baseadas em Java e que ofereçam interfaces de linha de comando, tais como Grails, Groovy, Maven, JDK, Ant, Spring Boot e muitas outras.

No meu caso, como lido com diversos projetos baseados em Grails, com versões que variam da 1.1 a 3.1.4, é uma mão (ou melhor, duas!) na roda. Se a coisa parece chata, imagine que também lido com diferentes versões do JDK (do 1.3 a 1.8!). :)

Este é um guia rápido para que você possa começar a trabalhar com a ferramenta imediatamente. Exponho apenas o essencial, mas também alguns hacks que você pode aplicar na ferramenta e, claro, sua comparação com o SDKMan, que é outra opção bastante interessante.

Trata-se de uma ferramenta que sempre indico para nossos clientes de consultoria e alunos. Acabo de publicar então o terceiro guia da itexto, que você pode baixar neste link.

Espero que goste e que o Jenv lhe seja tão útil quanto é para nós!

Groovy Console: 1001 utilidades

Groovy Console: 1001 utilidades [vídeo]

Groovy Console: 1001 utilidades

1001 utilidades :)

Hoje retomo a produção de vídeos independentes relativos ao desenvolvimento de sistemas (e outras coisas nas quais venho trabalhando). Pra começar vou falar um pouco sobre o Groovy Console: aquela ferramenta que muita gente tem instalada e sequer sonha pra que serve.

Neste vídeo mostro como o Groovy Console pode se tornar um importante componente do seu sinto de utilidades, seja você desenvolvedor Groovy ou Java (ou qualquer outra linguagem que rode na JVM).

Espero que gostem, se não, me digam o porquê, pois já estou começando a produção do próximo. :)

Link para o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=4DAWy3ikKy4

Guia Grails em Vídeo > Groovy: o “Java” que sempre quis – Aula 02

Como prometido, o vídeo da semana, entitulado “Groovy: o ‘Java’ que sempre quis’. Este e os próxmos vídeos serão focados não no Grails, mas no componente que o torna tão produtivo: a linguagem de programação Groovy.

AVISO

Um dos maiores equívocos cometidos por iniciantes em Grails (erro este que costuma inclusive destruir projetos) é programar em Groovy exatamente como seria feito com Java tradicional. Funciona? Sim, mas você cairá nos seguintes problemas:

  • Sua performance pode ser inferior – afinal de contas, você não está programando “à moda Groovy” e, consequentemente, o compilador pode deixar de executar uma série de otimizações no seu código.
  • Sua compreensão do framework será menor: Grails tira proveito de cada aspecto imaginável do Groovy. Muitas vezes, o “pensamento Java” irá te impedir de compreender o quê de fato está acontecendo por trás dos panos.
  • Sua produtividade vai ser bem menor: só pra lembrar, o objetivo por trás do Groovy é justamente prover maior produtividade aos desenvolvedores Java.

Neste vídeo, os seguintes assuntos foram tratados

  • O que é Groovy – (99% de chance de você já saber :) )
  • Como instalar – (opcional se você só vai trabalhar com Grails)
  • Principais diferenças sintáticas em relação ao Java
  • Melhorias no tratamento de strings e números
  • O que vêm a ser a tal tipagem dinâmica?

    Segue o vídeo: espero que gostem :)

    Guia itexto: o container de Injeção de Dependências do Spring 3.0

    O que é injeção de dependências? E um container de injeção de dependências? Alto acoplamento? Pra que serve o Spring framework? O que isto tudo tem a ver com o meu dia a dia como desenvolvedor?

    Após ouvir diversas vezes estas perguntas, resolvi arregaçar as mangas e escrever um pequeno guia que explica o que é o Spring Framework e seus conceitos relacionados: inversão de controle, injeção de dependências, o container, alto acoplamento e muitos outros conceitos relacionados. Aproveito e também exponho algumas boas práticas que tornarão a sua vida bem mais fácil.

    Se você possui curiosidade a respeito deste framework, mas costuma se perder com os conceitos envolvidos, este guia é para você.

    Nota: esta é apenas a primeira versão do guia. Com certeza algumas correções serão feitas nos próximos dias, e você é parte importante neste processo. Caso encontre algum erro ou sugestão, por favor, entre em contato comigo através dos comentários presentes neste blog ok?

    Update (17/11/2010): a pedidos, fiz o upload do guia para o Scribd também. Pode ser acessado neste link.

    Para baixar o guia, basta clicar no link abaixo: