A expressão “eu não soube me expressar direito” é válida?

Devo confessar: nestes dias tenho tido experiências tristemente fascinantes com “profissionais” da área de TI e, em TODAS elas, uma mesma frase aparece: “me desculpe, eu não soube me expressar direito”.

Tenho visto isto com “desenvolvedores”, “técnicos de informática”, “consultores”, “diretores”, “gerentes de TI”, etc. Cabe então a seguinte pergunta: é possível não saber se expressar direito?

A pergunta parece tola (afinal de contas, “vemos” pessoas se expressando mal o tempo inteiro), no entanto é MUITO válida por uma simples razão: não há como se expressar incorretamente.

Como???

O que vêm a ser o “expressar”? Consiste na transmissão de uma informação de uma ponta a outra. No caso, de uma pessoa a outra(s). A informação é transmitida através da linguagem e interceptada pela outra ponta. E aonde fica a informação? No cérebro do locutor. Logo, o locutor expressa aquilo no qual está pensando. Não há portanto um problema de expressão, mas sim no que se encontra no cérebro do locutor.

Um fato óbvio precisa ser esclarecido: se você conhece alguma coisa, necessáriamente conhece também o vocabulário que a envolve. Logo, se ocorre um “problema de comunicação”, fica evidente não o “não saber se expressar”, mas sim a sua própria ignorância a respeito do assunto.

Irei dar um exemplo clássico: suponhamos que você trabalhe em uma grande firma como desenvolvedor cujo produto final não seja um produto de TI, mas qualquer outra coisa: uma fábrica de biscoitos por exemplo. Seu trabalho como desenvolvedor consiste em desenvolver/manter os sistemas de contabilidade e controle de estoque da fábrica. Um belo dia, o dono da fábrica em uma conversa informal com você solta a seguinte pérola: “o seu trabalho não produz dinheiro para a empresa, apenas gastos”.

Em seguida, você pode responder ao mesmo: “não. meu trabalho agrega valor ao seu produto, uma vez que garante a qualidade da contabilidade da empresa”. E qual resposta você provávelmente receberá deste seu “chefe” (supondo que ele tenha o mínimo de inteligência)? “Tem razão. Eu me expressei mal”.

Na realidade, ele não se expressou mal. Ele realmente via seu trabalho como uma fonte de custos para a sua empresa. Somente após a sua justificativa é que a imagem foi alterada. Sendo assim, não houve um “mal expressar”, mas sim um “expressar preciso”.

Outro exemplo clássico: ao observar a arquitetura de um sistema, você observa pontos de estranhamento na mesma. Ao questionar o responsável pela mesma, você recebe qual resposta: “é. não sei. Não soube me expressar direito”.

Neste caso, o “não saber se expressar direito” reflete o que? A ignorância do sujeito com relação à realidade que está tentando reproduzir. Nítido.

Sendo assim, por favor: evite o “não soube me expressar direito” e assuma o “não domino este assunto”.

6 thoughts on “A expressão “eu não soube me expressar direito” é válida?

  1. cara gostei muito desse tópico e gostei tbm das dicas.. vlw ..
    deculpe não soube me expressar direto kkk ou quero dizer to sem palavras vlw abraço.

    Responda

  2. Mais um grande post do Kico. Estou lendo agora, apesar de ter mais de um ano e meio.

    Kico, concordo com seu ponto de vista. Por outro lado, porém, a alegada falta de habilidade para se fazer compreendido pode ser, também, um problema de saber utilizar as palavras para se expressar – o que decorre da falta de domínio sobre o idioma. Escrevi sobre isso em http://goncin.wordpress.com/2010/06/01/qual-a-linguagem-mais-importante-para-sua-carreira/ .

    Responda

    admin Reply:

    Opa, que bom que gostou!

    Acabei de ver um sujeito postando coisas anti-semitas no twitter “acidentalmente”, o que me fez lembrar deste post na hora.

    Responda

  3. Sobre a história do contador onde relata uma ação que mesmo sendo para esclarer um ponto, mas, no que diz respeito a área de contabilidade, onde a frase:(” Ele realmente via seu trabalho como uma fonte de custos para a sua empresa)”, contabilmente, se empregaria melhor assim: ELE REALMENTE, VIA SEU TRABALHO COMO UMA FONTE DE GASTOS COM DESPESAS, OU propriamente DESPESAS PARA A SUA EMPRESA, pois, a palavra “custos” na frase para contabilidade, esta ligada aos investimentos da empresa diretos ou nao, o que seria favorável para fábrica…

    Responda

  4. Olá Kiko,

    Até entendo seu ponto de vista. Mas tente visualizar de outra forma.
    Alguém da TI é solicitado para resolver exclarecer uma dúvida do usuário, mas ao responder a dúvida do usuário, esse não entende, talvez por sua indisponibilidade para realmente prestar atenção no locutor, ou simplemente não entender o que o locutor acabou de lhe explicar(algo do tipo: use botão esquerdo o mouse para clicar no botão iniciar).
    Mediante a patente ignorancia do ouvinte, muitas vezes o superior do mesmo, o TI geralmente assume a culpa para si, do ouvinte não ter entendido o que para o TI é obvio.

    Veja que seu próprio exemplo, que define exatamente quem é o TI e quem é o usuário.
    Onde o TI que desenvolve o sistema de contabilidade, e o usuário é dono da empresa.
    Mas o usuário não entende ou não faz esforço para entender o porque da necessidade de desenvolver/manter o sistema ou o profissional necessário para ambos.
    Então quando o TI, esclarece a realidade ao patente ignorante, esse então, mesmo contrariado, com uma desculpa qualquer, concorda com o TI.

    Abraço a todos.

    Responda

    Kico (Henrique Lobo Weissmann) Reply:

    Sabe… relendo este post tão antigo, vejo hoje que falei muita bobagem nele.

    Responda

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *