O projeto JavaScript Brasil

Alguns meses atrás começamos uma série de melhorias no motor responsável por manter o Groovy e Grails Brasil e também o Spring Brasil. O objetivo final é a abertura deste código e a máxima flexibilidade da ferramenta que nos permite criar e manter comunidades de uma forma muito simples. Como chegamos em um estágio bem avançado do projeto e sempre quis ver um fórum voltado para JavaScript no Brasil (focado em grandes discussões), por que não?

Ontem colocamos no ar a terceira grande evolução da plataforma que é o “JavaScript Brasil“. Os mesmos princípios e objetivos que guiaram a criação e manutenção do Spring Brasil se mantiveram (leia aqui). Há apenas uma mudança no foco: é hora de falar sobre JavaScript.

O visual é bastante diferente do das comunidades que criamos antes (o que comprovou a flexibilidade que precisávamos na plataforma), e há também uma série de pequenas melhorias sutis no site, que já foram inclusive aplicadas no “Spring Brasil”.

Este post é apenas para contar a novidade e convidar todos vocês a se inscreverem lá para que possamos iniciar discussões brutais sobre JavaScript (tentar chegar ao nível das que tínhamos no GUJ anos atrás). Espero por vocês lá!

Ah, o link para acesso: http://www.javascriptbrasil.com.br

PS: logo na sequência virá um post sobre a arquitetura deste projeto, que é essencilamente um update deste post de 5 anos atrás (o tempo voa!).

2 thoughts on “O projeto JavaScript Brasil

  1. Hey, Kico, parabéns por mais essa iniciativa! Vamos estimular as discussões em português, mesmo; o GUJ realmente enriquecia o meio do desenvolvimento de software mas parece que deu uma caída depois que resolveram concorrer com o StackOverflow… Pelo menos perdi o interesse que tinha antes nele.
    Fiquei com vontade de perguntar algo. No post antigo sobre o Grails Brasil você fala do uso do Lucene. Por estes dias andei trabalhando com Elasticsearch, que é construído sobre o Lucene. O guia diz que uma razão para o ES é que o Lucene é “muito complexo”. Te pergunto: como foi mexer nele? Ainda usa ou trocou pra algo mais abstraído?
    E bora postar mais neste blogue, sô!

    Responda

    Kico (Henrique Lobo Weissmann) Reply:

    Opa Éderson, obrigado!
    Ainda uso o Lucene: não achei complicado na época e não acho hoje também viu. Recomendo demais o uso, basta estudar um pouquinho a API.

    E por falar em postar mais no blog… viu que acabei de postar mais um aqui, desta vez contando a arquitetura do projeto e como ela evoluiu com o tempo?

    E bora discutir mais em português!

    Responda

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *